terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Sling




Theo simplesmente AMOU!
E eu posso dizer que foi o melhor item adquirido do enxoval! Quando ele nao quer dormir (isso tem acontecido agora, chega  aficar 2h a 3h acordado) eh so enfiar ele ai dentro que nao da 10minutos ta num soninho gostoso e profundo! Fora a maravilha de carregar ele em lugares como shopping, supermercado e passeios! Agora, aguente o povo olhando, comentando e dando opiniao!!! Parece q o sling eh algo de outro mundo!!!! Falam que o bebe ta torto, que faz mal o bebe ficar todo encolhido, que doi o corpinho do bebe.... mais um monte de besteiras que agente escuta!!!
Meninas que vao parir, comprem um sling antes do bebe nascer!!! vale cada centavo!!!

O quê é "slingar" um bebê?
Em simples palavras, "slingar" um bebê é transportá-lo junto ao corpo, sustentado através de uma faixa. Em diversas culturas (indígenas, africanas, asiáticas), o transporte de bebês e mesmo crianças novinhas através de “tipóias” é um hábito, algo amplamente praticado. Isso por quê a tipóia atua como uma “barriga de transição” (traduzindo bem ao pé da letra), permitindo a continuação da conexão mamãe-bebê, o que é muito favorável ao desenvolvimento emocional desse bebê, além de facilitar a vida da mãe em suas tarefas diárias. Essa linha de pensamento você encontra no site: http://www.nineinnineout.org 
O “carregar o bebê” tem uma relação próxima ao que é chamado nos EUA de “attachment parenting” (amamentação prolongada, o ser receptivo às necessidades do bebê, o dormir junto, mantendo o contato durante a noite, etc.). Esse  meio de carregar / transportar seu bebê estabelece uma excelente comunicação com a criança desde o início da vida,  mostrando ser este um meio mais relaxado e de maior conteúdo para vivenciar a relação pai/mãe/bebê. Mãe/pai calmo é bebê calmo também. É um bebê menos incomodado, que chora menos, que tem menos cólica, que dorme melhor à noite, que mama durante períodos maiores de tempo e mantém um período maior entre as mamadas.... Mãe/pai calmo é uma pessoa mais feliz, que pode sair, dar uma volta, que pode  realizar suas tarefas diárias com maior concentração. Quem já teve um bebê 24 horas online consigo, sabe a importância de ter um bebê mais tranquilo.
O carregar a criança tem um sentido também de cuidar: ao invés de depositar nossos bebês em "recipientes" diferentes (carrinho, cadeirinha do carro, chiqueirinho etc.),  ao “vestir” sua criança você estará compartilhando seu calor, o rítmo de sua respiração, o som de sua voz, o cheiro. Sim, somos mamíferos.... Isso significa que você estará  mais receptiva às necessidades dessa criança, estabelecendo uma melhor comunicação com ela. De uma maneira breve, “vestir” sua criança é uma maneira de mostrar que você está sempre disponível para ela e que a conexão que vocês formaram durante 9 meses de gestação não terminou no nascimento. 
Vantagens físicas ao “slingar” seu bebê.
O sling imita a posição natural dos braços maternos ao carregar o bebê. Ele segue a linha natural da coluna do bebê e não a pressiona diretamente em nenhum ponto. Diversos pediatras já receberam seus pequenos pacientes, slingados em suas respectivas mamães e aprovaram! Em breve postarei depoimentos aqui!
Ao transportá-la dessa maneira, e mais ainda na posição vertical, você estará prevenindo a regurgitação e reduzindo a formação das cólicas, favorecendo a digestão.
Quando a criança começa a sentar, o sling também permite o novo movimento, ainda sendo vantajoso, pois mantém as perninhas juntas, não forçando-as a se manter abertas, numa fase em que as articulações do quadril  ainda estão se formando. 
A criança / o bebê ao ser transportada num sling usufrui de movimento, prazer, calor humano, segurança e todos os sons ao qual estava acostumado na barriga. Os movimentos da mãe e o som de seus batimentos cardíacos estimulam seu sistema nervoso, particularmente o sistema que controla o equilíbrio do corpo.  
O movimento experienciado pelo bebê num sling o encoraja a dormir durante e depois de ser transportado. Muitas mães me retornam comentando que acomodam seus pimpolhos(as) no sling e puft, as crianças dormem... O slingar favorece o desenvolvimento do senso de balanço, dos músculos do pescoço e das costas e de todos os aspectos psicomotores.  Contrariando o que poderíamos pensar, crianças sentam e andam mais cedo nos países onde essa cultura predomina.
Por quê “vestir” seu bebê?
Um sling é mais confortável para os pais pois acomoda adequadamente o peso da criança pelos ombros e costas. Não há cintas, nem amarras que cruzam o corpo.  Tudo isso permite que os pais “slinguem” seus bebês por mais tempo sem se cansar, com maior facilidade na hora de colocar e tirar o sling.
O sling permite que os bebês tenham a mesma visão que o adulto, no mesmo nível de altura, nas atividades desenvolvidas.  Isso os deixa mais seguros e permite que eles observem de uma forma harmônica  tudo e todos no mundo real. Bebês “slingados” são muito sociais e calmos. 
Bebês “slingados” choram menos que outros pois o contato contínuo com um adulto significa que este adulto percebe imediatamente as necessidades do bebê e pode satisfazê-las sem espera. Pais que “slingam” seus bebês desenvolvem uma forte comunicação com a criança/bebê e compreendem melhor e mais rápido qualquer sinal de stress da criança.
“Slingar” um bebê reduz seu choro e inquietação em 43% durante o dia e 51% durante a noite, de acordo com um estudo em Pediatria datado de 1996. “Slingar” reforça a sensação de competência e auto-suficiência nos pais, dando-lhes certeza na maneira de satisfazer as  necessidades da criança ...
“Slingar” um bebê reforça a comunicação entre ambos. Pais que “slingam” seus bebês interpretam de forma mais eficiente os sinais de seus bebês, e estes, mostram maior reação às expressões faciais e tons de voz de seus pais.
Slings são uma forma/ferramenta que pais, avós ou qq adulto dispõe para cuidar de um bebê. É uma maneira excelente de tornar uma criança familiarizada à pessoa que a cuida. 
Slings custam muito menos do que qq carrinho, bebê conforto ou  mochila para carregar bebê... Podem ser usados todos os dias pelo tempo que quisermos. O fator limitante será o peso do bebê/criança, em média, 20kg, com relação ás nossas costas. Estima-se esse peso para crianças entre os 3 e meio e 4 anos de idade. Atualmente minha filha está com 5anos e meio, pesa 23kg, levo-a no sling, nas costas.

7 comentários:

Lu disse...

Oi Aline
Há algum tempo tenho acompanhado seu blog, mas não havia comentado ainda. Parabéns pelo lindo Theo. Desejo muita felicidade e saúde para vcs três.
Moro na Austria e aqui é um pouco difícil de achar sling com argola. O mais comum é aquele que tem 3 metros de faixa que vc mesmo enrola no corpo, mas acho muito dificil de operacionalizar. Resumo: fuçei tanto que achei em uma única loja de Viena e foi o um dos ítens mais caros do enxoval, mas eu fiz questão de comprar antes da Mariana nascer. Estou super ansiosa de ver como ela ficará ali dentro.
Bjs e tudo de bom para vcs.
Lu

Luciana disse...

Eu também estou usando sling e a Nina adora! é otimo para ir ao supermercado ou mesmo ficar em casa! Mas como você, e ainda mias pela minha pequena ser pequenininha por ter sido prematura, escuto muitos comentarios bobos e todos ficam olhando! Eu simplesmente ignoro! Bjs e feliz ano novo!

Lu disse...

Oi Aline
Pois é, vim parar na Austria porque o meu marido recebeu uma proposta de transferencia para o escritório de Viena (ele trabalha na Perdigão). Larguei meu emprego que eu tanto amava e a cidade que mais gosto no mundo que é SP (acho que sou louca mesmo). Estamos morando aqui desde março e no geral gostamos bastante. Engravidei assim que cheguei por aqui e depois de 13 anos e meio vamos ter um novo bebe em casa, agora com um casal de filhos. Estamos muito felizes e muiiiiitoo ansiosos com a chegada da Mariana pois tudo é diferente do que aconteceu com a gravidez e parto do Serginho (meu filho mais velho). Espero que em breve possa ter boas noticias no meu blog com a chegada dela.
Bjs.
Luciana

Presente de Deus **Meu filho** disse...

Oi, como vai? bom venho acompanhando seu blog e adoro me identifico com muita coisa, meu bebê esta com 1 mês. Mais vim aki falar a respeito o sling acabei de ganha um chegou hoje, confeço que quando via uma pessoa na rua achava etranho mais agora eis-me aki com meu fiotinho durmindo igual um anjinho e eu blogando tem quase horas que meu amorzinho ta dormindo ele adorou e a mamãe aki nem se fala se eu soubece que ele ia gostar tanto eu já teria comprado a muito tempo, bom é isso bjo pra vc e pro Theo que tá cada dia mais lindo.

Tatiana Bachur disse...

ganhei um lindo sling da minha melhor amiga e ainda não usei...mas depois de ler seu post vou estreia-lo ainda hoje...deixa só o papai ju chegar que eu vou fazer o teste com a ajuda dele! beijos e feliz 2010!

Aline disse...

Amiga felicidades , um lindo Ano Novo , tudo de bom e melhor esteje reservado para vcs em 2010, muita paz , muito amor , muita saude e felicidade ...o ano passou rapido , mas fico feliz por que te conheci , e agora esse ano tenho mais um linda amiga , e um lindo sobrinho virtual rrsrs a familia ta crescendo ...tudo tudo de bom msm , que sua casa seja abençoada materialmente e pessoalmente com tudo o que vc tiver necessidade...Gosto muito de vc .. sempre estara aqui vcs lá do cantinho são todas minhas irmanzinha virtual ... vcs ja fazem parte da minha vida ... da minha historia .. obrigada pela sua amizade que é tão importante para mim ..
beijossssssssss e felicidades e um lindo ano novo ...

Júlia Barbosa Frantz disse...

Gente, eu me identifiquei muito aqui. Eu uso o sling quase todos os dias com o meu pequeno Davi. Ele ama, já sorri ao ver o sling. Eu acho super confortável, menos nos dias muito quentes, que fica quente pra mim e para ele. Mas eu me identifiquei muito no que vc falou dos outros falarem mal, criticarem na rua. Genteeeeeee como as pessoas falam mal disso, acham que é de outro mundo mesmo. Todos os dias vem alguém me falar "ai coitadinho ta todo torto, vai ficar todo dolorido" ou olhares de reprovação. As pessoas não pensam q na barriguinha eles ficavam assim? Que eu saiba ninguém nasceu dolorido de ficar 9 meses na barriga "tortinho"... rsrsrsrs olha haja saco para aguentar, principalmente as idosas que já vem te cruxificando na rua... aiaiaiaia